11 de agosto de 2017

O Ano em que Te Conheci - Cecelia Ahern


Título Original: The Year I Met You | Autor(a): Cecelia Ahern | Gênero: Romance | Ano: 2016 | Páginas: 336 | Editora: Novo Conceito | Skoob

*Livro cedido em parceria com a Editora.

Sinopse: Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.

O livro vai nos contar a história de Jasmine que, após a fundação de uma Startup de sucesso, é demitida e se vê proibida de trabalhar por um ano. Workaholic, Jasmine terá doze meses inteiros sem saber o que fazer com nenhum deles e é assim que ela começa a observar a vida de seu vizinho Matt, homem que ela sempre detestou. Matt é locutor e após um programa polêmico, acaba afastado de suas funções e em casa sozinho, já que sua esposa saiu de casa e levou os três filhos por não aguentar os problemas de Matt com a bebida.


É assim que a história criada por Cecelia Aherncomeça e acho que vocês se lembram que eu estava numa fase amorzinho com ela depois de ler "Imperfeitos", certo? Pois é, a empolgação com "Imperfeitos" me fez engrenar uma outra leitura da Cecelia  e, assim, voltar a estaca zero com a autora.

Fiz a leitura de “O Ano Em Que Te Conheci” em Novembro de 2016 e posso afirmar que é um daqueles livros que você lerá e pouco se lembrará da história meses depois, a não ser, é claro, se você for um grande fã da autora e sua escrita. 

Assim como em “A Lista”, me vi cercada de temas que são um pouco ou muito desinteressantes para a história. Às vezes, me pegava presa a páginas e mais páginas de descrições ou devaneios dos personagens sem um diálogo sequer e isso tornou a leitura lenta e, por vezes, chata. Parecia que eu não conseguia me livrar de páginas de divagações, pensamentos e falas sobre absolutamente qualquer assunto que não me pareceu ter importância alguma para a história.

Apesar do potencial do enredo que a sinopse nos mostra, Cecelia não consegue nos entregar metade do que nos promete. Mesmo com uma boa ideia de desenvolver a trama através de estações para que os leitores notassem claramente a passagem do tempo, eu não conseguia sentir que os personagens ou a própria história estavam se desenvolvendo e isso me deixava muito frustrada.

Os personagens como Jasmine e Matt são pouco explorados pois ficamos horas aguentando os monólogos de Jasmine sobre usa vida, seu jardim e a obsessão estranha que ela tem por Matt. Os personagens secundários tem tudo para agregarem muito a história, principalmente Heather, mas Cecelia decidiu por não explorá-los tanto quanto nós, leitores, queríamos.

Enfim, minha relação de amor e ódio só foi fortalecido com a leitura de “O Ano Em Que Te Conheci” e realmente só recomendaria o livro para quem já é apaixonado pela autora e não se importa como o enredo será construído, caso contrário, diria que “O Ano Em Que Te Conheci” é um livro para treinar a paciência.

_ _ _ _ 

Cecelia Ahern é irlandesa e formou-se em Jornalismo e Meios de Comunicação. Aos 21 anos escreveu seu primeiro romance, P.S. Eu te Amo, que se tornou best-seller imediatamente e foi adaptado para o cinema — assim como Simplesmente Acontece. A Lista, O Presente, O Livro do Amanhã e A Vez da Minha Vida também são best-sellers em todo o mundo. As obras de Cecelia Ahern são publicadas em 46 países e já venderam, ao todo, mais de 13 milhões de cópias. Ela vive em Dublin com sua família.

Outras Obras: 
Comente com: ou

0 comentários:

Postar um comentário

 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo