30 de outubro de 2015

O Álbum - Timothy Lewis











Autor(a): Timothy Lewis | Gênero: -- | Ano: 2015 | Páginas: 240| Editora: Novo Conceito | Skoob

Sinopse: Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.


O livro conta a de Adam, um negociante de objetos usados que encontra um álbum cheio de cartões-postais em uma das propriedades que será esvaziada e vendida. Os cartões são todos assinados por Gabe Alexander, o ex dono dessa propriedade. Os cartões acabam por intrigar Adam e os poemas no verso de cada um parecem ser as respostas para seus dramas pessoais.



Não acredito em amor a primeira vista, amor eterno, alma gêmea bate coração, duas forças que se atraem e essas coisas de que tratam o livro, mas a história é tão gostosa, tão bem construída que o fato de Huck (Pearl Alexander) e Gabe serem feitos um para o outro e terem esse amor incondicional não me incomodou.

Clark é um personagem pra lá de louco. Como Huck conseguiu se envolver com um cara desses? Ainda mais depois do episódio do cabelo. Quem me conhece sabe que é só falar pra não cortar que eu pico a tesoura, então não foi difícil me apegar a Huck e a sua personalidade forte.


Sou bem suspeita para falar de livros com mais de um ponto de vista, na verdade, são os meus preferidos e quanto mais pontos de vista, mais eu gosto do livro e "O Álbum" me pegou por isso e pela escrita fluída, gostosa e simples.

Ainda acho que a editora deveria ter mantido o título original, que é "Forever Friday" ("Para Sempre Sexta-Feira"). Sinceramente, o título faria muito mais sentido e seria muito mais bonito, combinando com toda a história. Mas, manda quem pode, obedece quem tem juízo, neh?
"Como seres humanos, temos a esperança de ter uma série de coisas. Felicidade. Saúde. Emprego. Filhos. Um parceiro. A eternidade. À medida que amadurecemos, começamos a reconhecer uma força misteriosa que é parte de cada um de nos, algo muito mais poderoso que nós mesmos.
Aquela força é a esperança, a base de nossas almas."
No fim, a história dos cartões postais é só mais um elemento em uma história linda e bem construída. O final do livro é aguardado e bem previsível, já é possível esperar como as coisas irão terminar, mas é gostoso acompanhar Adam e suas descobertas de vida através da história de amor de Huck e Gabe. Além de um livro de amor, "O Álbum" é, acima de tudo, um livro sobre esperança.

*Livro cedido em parceria com a Editora




28 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Carlos Vazconcelos


Mundo dos Vivos

Sinopse: "Raramente encontramos em nossas letras um autor tão escravo de seu ideal. Seu universo inventivo foge ao comum de seus pares, pela sensibilidade como elabora seus textos, às vezes sob a luz de Antares e da poesia. É, sem favor algum, um dos mais altos escritores de sua geração, e isso não serve aqui de elogios, mas como verdadeiro exemplo do talento que lhe é peculiar." JOSÉ ALCIDES PINTO, ESCRITOR.









BIOGRAFIA
Carlos Vazconcelos é graduado em Letras, pela Universidade Estadual do Ceará e mestre em Literatura Comparada, pela Universidade Federal do Ceará.
Publicou em 2008 o livro de contos "Mundo dos Vivos" , ganhador dos prêmios Osmundo Pontes de Literatura e Clóvis Rolim de Contos, ambos da Academia Cearense de Letras. Em 2013 lançou o o livro “Os dias roubados” , romance que obteve, em 2011, o Prêmio de Incentivo às Artes da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.
Tem contos publicados em diversas antologias no Ceará, além de ter ganhado outros prêmios da Associação Cearense de Escritores (ACE) e do Ideal Clube. Também escreve crônicas e poemas, ainda não publicados em livros.
É atualmente Supervisor Regional de Literatura no SESC/CE e mediador de bate-papos sobre Literatura no projeto "Bazar das Letras", circuito de entrevistas com escritores, seguido de lançamento de livros.


REDES SOCIAIS:





27 de outubro de 2015

Lançamentos de Outubro - Editora Arwen

Abaixo vocês podem conhecer um pouco mais sobre os lançamentos de Outubro da Editora Arwen.
 





Para comprar os livros é só visitar o site da Arwen Store.






26 de outubro de 2015

Segredos de Uma Noite de Verão - Lisa Kleypas













Autor(a): Lisa Kleypas | Gênero: Romance | Ano: 2015 | Páginas: 288 | Editora: Arqueiro | Skoob

As Quatro Estações do Amor # 1

Sinopse: Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar.
Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle.
No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar – apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz.
As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso.
No primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Annabelle sai em busca de um marido, mas encontra amizades verdadeiras e desejos intensos que ela jamais poderia imaginar.


"Segredos de Uma Noite de Verão" é o primeiro livro de uma série chamada "As Quatro Estações do Amor". Nesse primeiro livro nos deparamos com a história de Annabelle Peyton que precisa desesperadamente se casar para ajudar a família a sair da ruína. Mas, Annabelle não tem dote, nunca é tirada para dançar e essa é sua última temporada, sua ultima oportunidade de fisgar um nobre para se casar ou esperar e acabar virando amante de um deles. Em uma festa, Annabelle conhece outras três garotas que estão na mesma situação que ela e, juntas, vão tentar de tudo para conseguir um bom partido para Annabelle.


Esse é meu primeiro contato com um romance de época como conhecemos agora e, para a minha surpresa, gostei muito do que li. A história é bem gostosinha de acompanhar, às vezes, surpreendente e acho que boa parte disso se deve a escrita da Lisa que é muito envolvente e, em partes, descritivas demais. Não sou muito fã de autores que não deixam nossa imaginação trabalhar, mas vou perdoar a Lisa nesse nosso primeiro encontro.

Não esperava tanto dos momentos hots e, apesar de não gostar de livros com essa pegada, os momentos hots de "Segredos de Uma Noite de Verão" não me incomodaram da maneira como foram descritos. Não eram ofensivos ou nojentos como na maior parte dos livros que trazem esses momentos, na verdade, se encaixavam bem durante a história.
"A Experiência envolveria o corpo dele, e também suas emoções - emoções tão alarmantes que se sentia preparado para entendê-las."
Mesmo com muitos pontos positivos, como a escrita da autora, não consegui me apegar a nenhum personagem. Ficava oscilando entre os personagens, procurando algo neles que me fizesse ficar presa à eles e não encontrei, esse foi o único ponto negativo no livro.

"Segredos de Uma Noite de Verão" é para os amantes de romances de época que querem encontrar uma história leve e uma escrita gostosa e descritiva. Uma delicia para um dia chuvoso.


Série Quatro Estações do Amor: 









*Livro cedido em parceria com a Editora




25 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Stelio Torquato Lima


Shakespeare nas rimas do cordel

Sinopse: A fim de quebrar a redoma que insiste em manter o poeta inglês distanciado do grande público, o autor transporta de forma surpreendente para os versos do cordel onze clássicos da literatura universal: as tragédiasRomeu e Julieta, Hamlet, Otelo, Macbeth, Rei Lear; as comédias Sonho de uma noite de verão, Muito barulho por nada, O mercador de Veneza, A megera domada, A tempestade; além do drama histórico Ricardo III.





BIOGRAFIA

Stélio Torquato Lima nasceu em Fortaleza, em 8 de outubro de 1966. É doutor em letras pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e professor de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa na Universidade Federal do Ceará (UFC), onde também coordena o Grupo de Estudos Literatura Popular (GELP). Em cordel, publicou a versão de 15 obras da literatura universal e também uma do romance Iracema, de José de Alencar.


O cordel Lógikka, a Bruxinha Verde, de sua autoria, foi selecionado no Prêmio Mais Cultura de Literatura de Cordel 2010 - Edição Patativa do Assaré, organizado pelo Ministério da Cultura. Em 2011, seu cordel O Pastorzinho de Nuvens foi premiado em primeiro lugar (categoria 6 a 7 anos) pelo PAIC (Programa de Alfabetização na Idade Certa), da Secretaria de Educação do Estado do Ceará. 

REDES SOCIAIS:



24 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Alexandre de Almeida

Magos da Música





SinopseO que está acontecendo?
Imagine se as coisas a seu redor começassem a mudar completamente. Imagine se tudo que você fizesse acabasse sendo esquisito de alguma forma. Imagine se você tivesse poderes.
Pietro Jones era um garoto normal, mas nas vésperas de seu aniversário, algo parecia diferente. Algo havia mudado. Seu temperamento, suas ações... O que está acontecendo?
O garoto que sabe tocar qualquer instrumento que coloquem a seu dispor e que seria capaz de produzir magia com uma única nota. Mas ele não sabia. Não sabia que era dotado da inteligência que muitos humanos não têm. Não sabia que seria alguém maior do que pensava ser. Não sabia o quão era importante em certas partes de um mundo... ou de outro.
Seus pais lhe escondem um segredo. O segredo que esclarece tudo em sua vida.
Pietro descobre, em seu aniversário de 16 anos, que é um...
Bem, é alguém especial.


BIOGRAFIA

Um garoto sonhador que descobriu o mundo da literatura com mais afinco durante o ensino médio, Alexandre de Almeida nasceu em 1996, em Pentecoste, Ceará, mas mora em Fortaleza, é estudante de Jornalismo e Língua Espanhola e um bibliófilo assíduo. Sempre apaixonado pela música e resolvendo uni-la à sua nova paixão, a literatura, decidiu escrever Magos da Música, seu primeiro livro. Fragmedos é sua segunda obra, um desafio que impôs a si mesmo e que conseguiu cumprir em menos de um ano. Criativo e dono de uma imaginação fértilmente cativante, Alexandre sempre foi muito prestativo e gosta de se manter o mais organizado possível. Membro da ACeJE – Academia Cearense de Jovens Escritores, músico e blogueiro.





21 de outubro de 2015

Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson

Autor(a): Jandy Nelson | Gênero: Drama | Ano: 2015 | Páginas: 384 | Editora: Novo Conceito | Skoob


Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém.
Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.

O livro conta a história de Noah e Jude, gêmeos muito próximos, mas que acabam se distanciando na adolescência. Noah é um garoto que gosta de desenhar, é apegadíssimo a mãe e não tem muitos amigos, já Jude é uma garota popular, bonita e aparentemente não tem medo de nada, enfrenta a vida de frente. Eles competem naturalmente pela afeição dos pais, mas uma grande perda irá separá-los e, a partir daí, que vamos nos envolvendo na história e tentando descobrir qual ponto de ruptura é essa.


O Inicio da leitura foi bem difícil pra mim. Não sei porque demorei tanto a me adaptar a maneira como a autora escrevia ou melhor, como Noah e Jude pensavam. Comecei o livro três vezes e só na terceira vez que me forcei a tentar avançar as páginas, independente de estar entendendo ou não o que acontecia e não me arrependi de me forçar a continuar.

Noah e Jude são ótimos personagens e o livro é narrado pelo ponto de vista de cada um deles. Noah aos 13 anos e Jude aos 16. Adorei como a autora abordou a temática da homossexualidade de Noah com toda a fase da descoberta, os preconceitos que vivia e suas atrações, além da luta com sua própria mente.


"Eu Te Darei o Sol" tem pontos de vistas intercalados entre Noah e Jude, um no passado, outro no futuro e isso nos dá uma boa perspectiva dos acontecimentos e de outros personagens que, devo dizer, a autora trabalhou com atenção. Acho que nenhum personagem ficou a desejar, todos foram muito bem trabalhados.
"Para reverter o destino, fique de pé num descampado, com uma faca apontada na direção do Vento."
O livro tem uma grande carga emocional que nos faz refletir sobre valores em nossa vida ou sobre pessoas que amamos enquanto aborda temas emocionantes e, por muitas vezes, polêmicos. Com um desfecho emocionante e cheio de revelações, "Eu Te Darei o Sol" vai te emocionar, te fazer refletir e, no fim, te fazer sentir saudades de Noah e Jude como se fossem da sua família.


Veja o BookTrailer:



*Livro cedido em parceria com a Editora




20 de outubro de 2015

Caixa de Pássaros - Josh Malerman













Autor(a): Josh Malerman | Gênero: Thriller | Ano: 2015 | Páginas: 272 | Editora: Intrinseca | Skoob

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.



Esse livro foi indicado pela do Blog Palavras Radioativas, pelo Projeto Tá Na Estante, Não Leu,? Seu Amigo Escolheu. É um livro que eu queria muito ler mesmo antes de tanta falação sobre o autor ou a história. O único problema foi que o livro não aconteceu. Calma, eu vou explicar.

O livro é narrado em terceira pessoa e conta, hora no passado, hora no presente, a vida das pessoas que se deparam com uma criatura misteriosa que não é descrita em momento algum, não sabemos como são ou o que são. No meio de toda a histeria, Malorie e seus dois filhos pequenos são os únicos sobreviventes que conhecemos e as esperanças de Malorie estão há 32km descendo o rio. Porém, a viagem deve ser feita com os olhos vendados, contando apenas com os ouvidos treinados de seus filhos.


Eu sou o tipo de pessoa que só acredito em uma historia quando ela é bem embasada e, em Caixa de Pássaros, passamos o livro todo querendo saber o que está acontecendo e sem saber porque, exatamente, as pessoas não abrem os olhos. 

Que criaturas são essas? São criaturas? Só as pessoas boas e sãs surtam? Os loucos podem ver as "criaturas" e nada acontece?

Essas questões ficavam balançando e me perturbando durante toda a leitura. É inegável que Josh tem uma escrita maravilhosa e manda muito bem? É sim, mas e os furos no livro? Que me perdoem os que teimam em afirmar que Josh escreveu uma história intrigante e incrível, mas pra mim, alguma coisa acabou faltando.


Todo o terror envolvendo as "criaturas" e o fato de todos enlouquecerem quando as veem, se é que são criaturas ou seja lá o que for, é muito gostoso, dá aquele frio na barriga, aquele desespero quando os personagens saem de casa de olhos vendados e ficam tendo sensações estranhas do lado de fora. De certa forma você também está vendado e isso é muito gostoso, muito assustador, você se sente um dos personagens que não podem abrir os olhos, mas os furos na história me deixaram um pouco chateada. Josh tem uma escrita muito gostosa e rápida, devorei o livro em dois dias, mas alguma coisa acabou faltando pra mim. 

O nome do livro se explica bem durante a história e Malorie é aquela personagem forte e cativante. É impossível não se identificar com ela e seus medos. Classifico "Caixa de Pássaros" como um livro que muitos vão amar e muitos vão odiar com todas as forças e, talvez, por ser um dos meus gêneros preferidos, exigi demais da história.
"Mas aqui ela sabe que não estão tão perdidos.
Nem sozinhos."
Mesmo assim, indico o livro para todos que gostam de suspense e aquele friozinho na barriga, mas preparem-se para terminar o livro com muitas perguntas sem respostas.







18 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Manoel Oliveira


A Herdeira de Hélzius - Os sete animais sagrados

Sinopse: Alana cresceu achando que era uma garota comum, porém descobre algo que mudará completamente sua vida: ela pertence a outro mundo! E seu planeta é um lugar habitado por criaturas dotadas de poderes incríveis.Por meio de um portal, que foi misteriosamente aberto, Alana retorna para Hélzius e descobre que há mais detalhes ocultos sobre sua vida do que suspeita. Ao ver-se rodeada por seres estranhos, ela percebe que não é bem-vinda ali. Além de enfrentar a morte de várias formas, Alana ainda descobrirá seu destino: salvar as pessoas que desejam matá-la. Enquanto ela tenta cumprir seu caminho de ser uma líder enviada pelos deuses para salvar aquele planeta, forças malignas arquitetam um plano misterioso, que vai levá-la numa busca alucinante pelas esferas dos Sete Animais Sagrados.




BIOGRAFIA

L.M Ariviello é o pseudônimo de Manoel Oliveira. Professor e escritor nascido em Fortaleza, em 1990, desde criança queria ser escritor, e logo iniciou sua escrita fazendo poesias e peças teatrais. Em 2005 teve a ideia que o levaria a escrever A Herdeira de Hélzius. Mas foi somente em 2009, quando ingressou na Universidade Estadual do Ceará – UECE, no curso de Letras-Espanhol, que iniciou a escrita do primeiro livro da série, com várias influências como J.K. Rowling, J.R.R Tolkien, Dan Brown, Monteiro Lobato, José de Alencar, Machado de Assis, entre outros autores. L.M. Ariviello é um aficionado por literatura, cinema e TV.




17 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Larissa Barros Leal



Érica

Sinopse: Moscou. Dois jovens sobrevivem a um duplo atentado que mata quase todos os seus amigos. Cairo. Uma ONG islâmica tenta escapar de uma armadilha, arquitetada por integrantes da Ordem das Doze Tribos de Israel. Washington. Na sede da Ordem, a filha de um funcionário da Casa Branca cai em ciladas para que seu pai colabore com os radicais. Pequim. Um filho procura o pai, há meses desaparecido. Fortaleza. Em uma triste manhã, Érica encontra seus pais mortos... Nessa incrível trama, todas essas histórias se entrelaçam de forma impressionante. E somente Érica, que acaba de descobrir que foi incluída em uma lista negra da Ordem das Doze Tribos de Israel, poderá impedir uma grande desgraça planejada por judeus fundamentalistas, prestes a atingir a todos.



BIOGRAFIA

Larissa começou a mostrar sua criatividade desde criança. Escreveu seu livro de estreia, "Érica", entre os 15 e os 17 anos de idade




REDES SOCIAIS:




72 Horas de Tensão - Beatriz Andrade













Autor(a): Beatriz Andrade | Gênero: Romance Policial | Ano: 2015 | Páginas: 270 | Editora: Autografia | Skoob

Sinopse: Cristina trabalha como caixa em um banco e em um dia corrido recebe um bilhete que muda o rumo de sua vida, sua irmã foi sequestrada e só ela tem o poder de libertá-la, os sequestradores a querem usar em um grande esquema que envolve além de muito dinheiro, um poderoso empresário com negócios obscuros como bicheiro, envolvido com traficantes e milicianos, a quadrilha que sequestrou sua irmã, quer informações e usam Ana como isca, Cristina se vê envolvida em um perigoso jogo e não pode contar a ninguém, no entanto consegue driblar a quadrilha e conta com a ajuda de Clarice, diretora do colégio de Ana, e Ricardo um agente federal. Em 72 Horas de Tensão acompanhamos os três dias em que Cristina tenta tirar sua irmã das mãos dos sequestradores e ainda, paralelamente, a trajetória de cada um dos quatro integrantes dessa quadrilha,onde nem tudo é o que parece, até que as histórias se cruzam no grande dia em que eles sequestram a pequena Ana, quando a história se encaminha para o fim o destino faz uma revira volta na situação e o inesperado acontece, surge uma grande traição que muda o rumo de tudo, mas novamente quando as coisas parecem se acertar, Cristina se vê à beira de uma morte cruel e dolorosa sem ter como escapar.Uma trama surpreendente que leva o leitor a se envolver com a história desde sua primeira página, 72 Horas de Tensão, é envolvente e tenso do inicio ao fim e seu final guarda grandes surpresas.


"72 Horas de Tensão" conta a história de Cristina que trabalha em um banco em mais um dia comum de trabalho, quando um homem vem até seu caixa e lhe entrega um bilhete. Sua irmã foi sequestrada e Cristina precisa seguir direitinho as regras dos sequestradores para salvar sua irmã.

O livro já começa tenso e faz jus ao nome logo nas primeiras páginas. Achei que seria bem difícil a autora conseguir manter aquele sentimento durante toda a leitura, mas Beatriz conseguiu mesclar essa tensão com outros sentimentos durante o livro e fez isso de uma forma muito sutil, mantendo a curiosidade durante quase todo o livro.
"Cristina sua irmã Ana é uma garota formidável, pena que esteja amordaçada e amarrada neste momento, mas só você tem o poder de libertar a querida Aninha. Me encontre lá fora assim que terminar o trabalho. Obs.:  Não fale sobre isso com ninguém ou sua irmã estará em apuros, estou de olho!” 
Romance policial é um dos meus gêneros preferidos, então sempre sou um pouco mais crítica com histórias desse gênero, mas apesar de um pouco confusa em algumas partes, a história é bem envolvente e a leitura foi bem agradável, fluindo rápido já que você quer saber o que vai acontecer com Cristina e sua família. Em geral, gostei bastante dos personagens. Cristina é um pouco chatinha, mas nada que atrapalhe demais a leitura, já odiei com mais vontade outros personagens. Adoro livros que alternam presente com passado e "72 Horas de Tensão" é cheio deles.

A única coisa que me incomodou um pouco, foi o uso de aspas e travessão nas falas. Vivia me perdendo entre uma fala e outra e tinha que voltar para ver quem estava falando e onde a fala tinha terminado.
"Estava pronta para uma jogada de mestre"
O final foi bem o que eu imaginava, levemente previsível, mas totalmente satisfatório. Beatriz tem uma escrita muito envolvente e eu espero poder ler mais livros dela. Obrigada pela oportunidade e me desculpe por demorar tanto para postar a resenha do seu livro delicioso.


*Ebook cedido em parceria com a autora



15 de outubro de 2015

Primeiro e Único - Emily Giffin





Sinopse: Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.
Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.
A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.


Shea é uma mulher de 33 anos fanática por futebol e com poucas ambições na vida. Criada junto com sua melhor amiga Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal, uma cidadezinha que vive em função do futebol americano. Acabou cursando a universidade por lá e conseguiu um emprego no departamento atlético e já está no mesmo cargo há dez anos. encorajada pelo treinador Carr, Shea finalmente abre mão de zua zona de conforto e decide trilhar um novo caminho, descobrindo novas verdades sobre a vida, pessoas e fatos.

Esse é o primeiro livro que leio de Emily e ela conseguiu me conquistar mesmo com tanto futebol envolvido e eu odeio futebol, não importa qual o estilo. Quero dar outras chances para a autora, ler outras histórias e aproveitar a escrita agradável e envolvente de Emily.



Com uma escrita leve, simples e de fácil entendimento, Emily Giffin, nos transporta para o mundo do Futebol Americano. Às vezes, não achava tão ruim assim as conversas sobre futebol, mas em alguns momentos, Shea parecia não saber falar de outra coisa. Mesmo que sua vida sempre tenha sido o futebol, acho que ela poderia não se repetir tanto. Em suas conversas com o treinador Carr, eu desejava que ela falasse mais claramente com ele, falasse sobre outras coisas, mas era quase sempre futebol e eu ficava pensando que nada iria acontecer se os dois continuassem daquele jeito.

Eu não sei se esperava mais desse livro, achei que seria um pouco mais carregado de drama do que de romance. Vi tantas resenhas negativas, que achava que o livro seria entediante e massivo, mas encontrei uma escrita gostosa e simples, abordando diversos temas de uma forma muito gostosa de ler, independente do futebol americano. Além do final, que me agradou mais do que eu esperava.
“Mas não deixe se enganar. As melhores coisas da vida parecem simples. Mas só parecem.”
Com uma trama leve, envolvente e cheio de romance misturado, nem sempre em boas doses, com futebol, Primeiro e Único é uma leitura agradabilíssima para o final de semana.



*Livro cedido em parceria com a Editora




14 de outubro de 2015

Memórias de Uma Gueixa - Arthur Golden













Autor(a): Arthur Golden | Gênero: -- | Ano: 2015 | Páginas: 448 | Editora: Arqueiro | Skoob

SinopseOlhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo.


Chiyo é uma gartotinha que não nasceu, nem foi criada para ser uma gueixa. Quando é vendida pelo próprio pai para ser escrava em Kioto, tudo o que Chiyo pensa é fugir para reencontrar a irmã. Ela é frequentemente maltratada e humilhada por Hatsumomo, um das gueixas mais bonitas de Gion que tem uma inveja enorme da pequena Chiyo, com sua beleza exótica. Hatsumono teme que Chiyo venha a ser uma gueixa mais desejada que ela e Graças a essa inveja Chiyo é castigada diversas vezes, já que Hatsumomo sempre a coloca em problemas. Com muita esperança, a pequena Chyio tenta de tudo para reencontrar a irmã e fugir, mas ao que parece, seu destino é ser uma gueixa.
"Hatsumomo sorria quando estava feliz, como todo mundo. E nunca ficava mais feliz do que quando podia fazer alguém sofrer."
O Filme "Memórias de uma Gueixa" já era um dos meus filmes preferidos. Assisti ainda muito nova, sem saber muita coisa da vida e o filme me marcou muito com a história de Sayuri. O que contei no primeiro parágrafo não é nem metade das coisas que acontecem com Sayuri durante toda a história. Ela tem a vida marcada por grandes acontecimentos, bons e ruins.

Acho que as resenhas mais difíceis são daqueles livros que a gente mais gosta e mais se envolve e é isso que estou sentindo agora. "Memórias de uma Gueixa" é um livro que mexe muito comigo, que me ensinou várias coisas que o filme já tinha me passado, mas que o livro trouxe muito mais evidenciado, como um tapa na cara e se eu começar a contar sobre o livro, corro o risco de dar algum spoiler e estragar algo para alguém que ainda não teve a oportunidade de se deliciar com essa história. 
"A Adversidade é como uma ventania duradoura."
É um livro misterioso, cheio de cultura e ensinamentos. Uma leitura rica e envolvente. Agradeço muito a Editora Arqueiro por ter relançado esse livro e ter me dado a oportunidade de mergulhar novamente nessa obra, no mundo das gueixas e poder sentir toda essa história novamente com uma edição maravilhosa.


*Livro cedido em parceria com a Editora



13 de outubro de 2015

Bom dia, Sr. Mandela - Zelda LaGrange



Autor(a): Zelda LaGrange | Gênero: Biografia | Ano: 2015 | Páginas: 432 | Editora: Novo Conceito | Skoob

SinopseBom Dia, Sr. Mandela conta a extraordinária história de uma jovem que teve suas crenças, preconceitos e tudo em que sempre acreditou transformados pelo maior homem de seu tempo. A incrível trajetória de uma datilógrafa que, escolhida para se tornar a mais leal e devotada assessora de Nelson Mandela, passou a maior parte de sua vida trabalhando ao lado do homem que ela passaria a chamar de Khulu , ou avô.


O livro escrito por Zelda La Grange conta sua história de vida misturada com tudo o que acontece na vida do Presidente Nelson Mandela, mas o livro vai muito além disso. Zelda afirma, logo no início do livro, que não é uma obra para contar fofocas ou podres da vida de Mandela, mas sim, para contar como foi sua vida ao lado dele.

"Vovó Tilly, a mãe de minha mãe, era parte da nossa vida cotidiana, mesmo tendo abandonado minha mãe quando criança."
Zelda é uma Africâner, uma branca que nasceu e cresceu na África do Sul do apartheid. Criada para achar que os negros eram perigosos e que não deveria toá-los nem conviver com eles, Zelda era uma pessoa conservadora e, por muitas vezes, preconceituosa. A diferenciação entre negros e brancos sempre foi comum para ela.

Quando Zelda foi escolhida para ser assistente de Mandela, saindo da sua função de datilógrafa, tudo o que ela sempre acreditou começou a sofrer transformações e seu comportamento, preconceito e visão politica foram transformadas de maneria radical conforme conhecia cada vez mais Mandela, o homem por quem nutriria notável admiração.
"Esta não é a sua história. É a minha história, e estou feliz com ela. Mas o leitor pode ficar desapontado se espera que eu lave muita roupa suja em público. Eu não desrespeitaria a confiança que Nelson Mandela depositou em mim."
Por muitas vezes a parcialidade de Zelda me incomodou. Ela era só elogios para o ex-presidente Sul-Africano e mesmo que ele tivesse defeitos como toda pessoa normal, Zelda ainda o elogiava. A proximidade e a relação de admiração que Zelda passa a nutrir por Mandela ao longo da vida fica bem clara no livro

A edição está belíssima e no final ainda encontramos fotos de Zelda com Mandela, de seus registros pessoais.


*Livro cedido em parceria com a Editora



12 de outubro de 2015

[VÍDEO] Caixinha de Correio #4 - Setembro

Oi gente!

Esse vídeo é mega rápido porque, primeiro, estou muito sem tempo, muito mesmo. Tem muita coisa do blog, da vida e do trabalho acumulando, mas juro que fiz com carinho e nele falo, também, de alguns projetos que estão rolando no blog.

Dá play e divirta-se!




Links citados no vídeo:





11 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - Jansen Viana

Cortabunda - O Maníaco do Zé Walter
Sinopse: As lendas urbanas são patrimônio do povo. São pérolas colhidas no sofrimento. Alegóricas cicatrizes produzidas na arte da resiliência. Elas compõem os mais belos quadros da galeria de sua historicidade. São obras de arte que nascem a partir de um lastro de verdade e se propagam pela capacidade criativa das comunidades citadinas, comunicando seus medos, seus mistérios e o pitoresco da sua história. Conservando sua memória, construindo seus elementos culturais e perpetrando o magnífico registro de seus poemas épicos. Entre as brilhantes peças do acervo cultural de Fortaleza, tenho a honra de lhes servir sua maior lenda urbana: Cortabunda – o Maníaco do Zé Walter.Desenvolvido em cima de um fato real, o livro traz uma versão bem particular da história. As personagens e os eventos são imaginários, quaisquer semelhanças são legítimas coincidências. A matriz histórica ocorre durante o período de 1985 a 1987, quando a população do Conjunto Prefeito José Walter, em Fortaleza, viveu o pânico causado por um ou vários maníacos que atacavam mulheres ferindo-lhes a região das nádegas. Ele não roubava, não matava nem abusava sexualmente suas vítimas, somente as cortava sem piedade. Na vida real um suspeito foi preso, e em menos de vinte dias foi assassinado na prisão. Não teve direito a um julgamento e a população não conheceu a sua história, a sua vida, as suas neuroses e as motivações que supostamente o levaram a cometer tais crimes.Quem foi realmente o maníaco? Qual o seu perfil psicológico? O que lhe significava cortar nádegas femininas? É temeroso responder, assim como é temeroso afirmar que tudo o que contam sobre o maníaco é verdade. Há muito exagero e invencionices sobre o assunto, daí nasce a lenda. A proposta deste livro não é desfazê-la, pelo contrário, o anseio é fazer o registro na tentativa de perpetuar a famosa lenda do Cortabunda do Zé Walter.



BIOGRAFIA

Autor de outros cinco livros ["É preciso saber amar" (2001), "Como tomar decisões" (2003), "Conterrâneos" (2007), Coleção "Ceará e Cearenses" (2008) e "Apenas um Carpinteiro" (2010)], Álvaro JANSEN VIANA da Silva é formado em Administração de Empresas, Teologia e Psicanálise Clínica. É pastor evangélico e consultor interno do Banco do Nordeste.



REDES SOCIAIS:


Mentiras que Confortam - Randy Susan Meyers













Autor(a): Randy Susan Meyers | Gênero: Drama | Ano: 2015 | Páginas: 368 | Editora: Novo Conceito | Skoob

Sinopse: Cinco anos atrás...
Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.
Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe. Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.
Hoje...
Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.

Comecei a ler "Mentiras Que Confortam" sem nenhuma expectativa e enquanto era levada pela história de Tia, Nathan e Julliette (Jules) esperei e esperei pela grande mentira que confortava a vida de cada um. Mesmo tendo um filho em comum, Nathan e Tia não tinham uma grande mentira, tudo o que os envolvia era apenas omissão e existe uma grande diferença entre omitir e mentir.
"Ela se convencera de que ele a amava. Será que isso tinha sido fruto de sua imaginação?"
Mesmo cinco anos após o fim do "relacionamento" com Nathan, Tia ainda estava obcecada por ele, se ele a havia amado, se ele teria ficado com ela se não fosse casado e por ai vai. Achei tudo isso um pouco doentio. Se você deu sua filha para a adoção para não ter ligações com o homem que te fez sofrer, por que ainda pensa nele como o amor da sua vida?

De todos os personagens, o único que consegui sentir que era mais humano, mais real e que consegui sentir um pouco de empatia, foi Jules. Ela parecia a unica pessoa com a cabeça no lugar naquele livro. Jules foi a unica que se importou com a garotinha filha de seu marido. Ela queria conhecê-la, mesmo sabendo que a garota não precisava de nada, já que Carol e seu marido, Peter, tinham condições de criá-la facilmente. Mesmo assim, Carol me deu a impressão de que se sua filha morresse, mesmo que acidentalmente, ela estaria livre. Na verdade, Carol nunca se sentiu madura o suficiente ou segura o suficiente para criar sua filha.

Enfim, devorei o livro em três horas, já que a escrita da Rendy é uma delicia e muito leve, mas ao mesmo tempo, ansiei a cada página por uma mentira além das que a gente conhece nas primeiras vinte páginas do livro. Queria uma mentira que BOOM! explodisse a vida de cada um dos personagens e a transformasse de uma forma que eles mesmos não soubessem como lidar com essa mudança, mas isso não aconteceu.

"Tia podia ouvir exatamente o que sua mãe diria se visse o apartamento da filha neste exato momento:“Não há desculpa, Tia. Não há desculpa para viver desta maneira.”

Não há tantas surpresas ou reviravoltas e o livro termina de uma forma mais ou menos do jeito que começou. A autora dá uma solução tão fora da realidade para tudo, que eu fiquei me questionando se ela não se perdeu em algum lugar e esqueceu do final do livro. Apesar de tudo isso, é uma história gostosa para sair daquela ressaca literária ou para se divertir num final de semana.

A diagramação é clássica da Novo Conceito. Simples, letra confortável e folhas amareladas. Não encontrei erros na revisão.

Leia o Primeiro Capítulo clicando AQUI.
Compre: Saraiva | Fnac | Cultura


*Livro cedido em parceria com a Editora



9 de outubro de 2015

[Projeto] Ler no Ceará - PABLO VARGAS


Os Oito Guardiões Contra o Reino de Vostrom | Skoob
Sinopse: "Thomas é um jovem guerreiro que treina diariamente com seu Tio Roger e seu amigo John, sonhando em um dia ganhar o Título de Guardião em uma das competições da sua Cidade dos Guerreiros. Quem recebe tal honraria, após um dificílimo torneio com os melhores combatentes das escolas de guerreiros, tem o dever de proteger com a vida sua cidade de quaisquer perigos e tal feito enche de admiração e orgulho a qualquer um.

Em sua Cidade dos Guerreiros, numa noite, ele enfrenta sem querer um dragonete-mensageiro, que derruba um pergaminho contendo uma mensagem sobre uma ameaça terrível às Terras Infinitas, planejada por um tirano chamado Vostrom e seus Generais. Thomas se vê diante de uma missão urgente de levar a mensagem e alertar cada uma das Oiti Cidades (Cidade dos Guerreiros, Cidade das Asas, Cidade da Floresta, Cidade Tecnológica, Cidade do Deserto, Cidade Sombria, Cidade do Vulcão e Cidade do Gelo), pertencentes ao mundo das Terras Infinitas.

Junto a Eve, uma garota alada da Cidade das Asas, e outros amigos que faz pela longa jornada, Thomas conhecerá cidades com cultura bem diferentes da sua, trilhará o perigo constantemente, enfrentará ogros, insetos gigantes e outras criaturas perigosas, utilizará veículos de transporte incomuns para ele e seus amigos, passará por castelos, cavernas, minas, um hospital assombrado, um vale mágico, tuneis de lava, trilhas nas neves e uma série de obstáculos mortais que o fará mais forte e precisará confiar nos seus instintos e em valores como a bravura, união e perseverança para ter sucesso em sua complicada e perigosa tarefa."


BIOGRAFIA
Pablo Vargas nasceu em Fortaleza, em 1985. Começou a escrever em 2008, quando seus personagens, cenários e enredos queriam ganhar vida após muitas influências como: mangás, animes, livros, filmes, séries de TV e jogos eletrônicos, desde então não parou mais. Atualmente é estudante de Engenharia, mas sempre que tem tempo, dedica-se à sua outra paixão: a leitura de literatura fantástica e a escrita de seus livros (vários contos e romances em produção).





REDES SOCIAIS:





8 de outubro de 2015

Lançamentos de Outubro - Editora Butterfly



Quem nunca teve um animal de estimação e compartilhou com ele os momentos mais incríveis de sua vida? Um segredo, uma alegria, uma dor...
Pois é sobre essa relação amorosa entre os tutores e seus animais de estimação que trata este livro. Uma relação antiga, mas que em momento algum da história da humanidade foi tão intensa. 
Muitos dizem que o animal é o espelho de seu tutor. Mas o que faz com que essa relação seja tão forte? Existe alguma energia que os une? O que a ciência fala sobre essa união?
"A fidelidade que os animais dispensam a seus tutores humanos é indescritível, pois resgatam a pessoa das regiões mais sombrias de seus problemas e angústias, motivando a vida a seguir seu curso novamente", explica o autor, que também é veterinário e psicanalista.
Descubra mais sobre essa relação de amor e fidelidade que ultrapassa o tempo e a razão. Você vai se surpreender.

De: R$ 29,90
Por: R$ 20,90




Dinno Benzatti, que aboliu o carro e há anos só se locomove em motocicletas, garante que elas são um remédio poderoso para acalmar a mente e antídoto para o estresse. De sua relação com as motos surgiu o que ele chama de "mototerapia", assunto tra¬tado com leveza e responsabilidade quando une aventura e liberdade à segurança. 
Além de apresentar roteiros turísticos ao redor do mundo, o autor conta o surgimento da indústria motociclística no país e como as motos se tornaram símbolo da cultura pop. Quem não se lembra dos filmes que associam a motocicleta à rebel¬dia do rock' n' roll? E da mítica "7 Galo", que virou febre no Brasil nos anos 1970? 
Outra grande novidade neste livro é a crossmedia, interativi¬dade do conteúdo em vídeos. O leitor poderá acessar, por meio de celulares ou tablets, dicas e matérias especiais para a TV esca¬neando os QRcodes impressos ao longo do texto. 
Se você é motociclista ou pensa em se tornar um, prepare-se, pois este livro aborda justamente a irresistível paixão pelas maravilhas sobre duas rodas e seus benefícios inimagináveis. 
Pronto para a aventura?

De: R$ 34,90
Por: R$ 23,90


Butterfly Editora - Site | Facebook | Twitter



 
© LuMartinho | 2015 | Todos os Direitos Reservados | Criado por: Luciana Martinho | Tecnologia Blogger. imagem-logo